Notícias

Acesse o conteúdo disponível da área de Notícias:

Últimas Notícias

Encontro no CIOSP debate atribuições de ASBs e TSBs

O Encontro
Nacional de Auxiliares e Técnicos em Saúde Bucal (ENAT) foi destaque na
programação do 38º Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo (CIOSP).

Realizado entre os
dias 30/01 e 01/02, o simpósio “Atribuições dos ASBs e TSBs – da legislação à
atuação profissional” abordou temas relacionados às competências dos ASBs e
TSBs, o panorama nacional das profissões, as resoluções e a lei que regulamenta
a atuação profissional.

No primeiro dia do
encontro, o tesoureiro do CROSP, Marco Antonio Manfredini, apresentou os
avanços históricos das atribuições das profissões de ASB e TSB, que tiveram sua
primeira atuação no país como Auxiliares de Higiene Dentária (AHD), na Fundação
Serviços de Saúde Pública (SESP), a partir de 1952. “Atualmente, o mercado de
trabalho para os profissionais auxiliares nos serviços públicos está em crise, pelo
desfinanciamento do SUS”, ressaltou o tesoureiro.

Fernando Morales
Hirata, coordenador do setor de Orientação Profissional do Conselho, conduziu palestra sobre as resoluções que regulam o
exercício da profissão e as implicações da prática irregular. “Ressalto que os
auxiliares e técnicos devem valorizar a profissão e mostrar, sempre, a
importância da sua atuação nas equipes de saúde bucal”, finalizou.

Educação à distância

O CROSP também participou do segundo
dia do encontro com a palestra “Educação à distância na saúde e o papel dos
conselhos profissionais”, ministrada por Manfredini. O tesoureiro aproveitou
para relembrar a história das profissões auxiliares, que foram regulamentadas
apenas em 2008 por meio da Lei 11.889.

Segundo o tesoureiro do CROSP, cursos
na modalidade EaD não devem ser indicados para suprir a demanda por ASBs e
TSBs. “O ideal seria que existissem dois profissionais auxiliares para cada cirurgião-dentista.
Em São Paulo, mais de 80 mil CDs atuam no estado, enquanto há apenas cerca de
24 mil auxiliares e técnicos em saúde bucal. Cursos à distância não contribuem
para atender a necessidade de mais profissionais auxiliares no mercado”,
afirmou.
 

O conselheiro alertou que na área da
saúde não se deve descartar a formação 
presencial. “Uma crítica que fazemos aos
cursos à distância é a perda da formação humana do futuro profissional principalmente para profissionais da área da saúde em que o cuidado é tão
essencial”, ressaltou Manfredini.

A presidente da Câmara Técnica de Técnicos em Saúde Bucal e Auxiliares em Saúde Bucal do Conselho, Elizabeth Gomes, participou da coordenação do ENAT e ministrou a atividade “Código de Ética Odontológica – O guia profissional do ASB e TSB”.

Além das atividades promovidas pelo CROSP, o evento
contou com a presença de 
representantes de instituições de
ensino superior e outros Conselhos Regionais de Odontologia.

Achou interessante esta notícia? Compartilhe!
Facebook
WhatsApp
Email
Telegram
CROSP
Enviar para o WhatsApp

Imprensa

Contatos:

Telefones:
(11) 3549-5550 / (11) 99693-6834