Notícias

Acesse o conteúdo disponível da área de Notícias:

Últimas Notícias

Dia Mundial da Saúde Mental

Presidente da Câmara Técnica de Acupuntura do CROSP destaca a importância do acolhimento na Odontologia 

O dia 10 de outubro é dedicado à saúde mental. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o conceito de saúde seria um bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de afecções e enfermidades. Neste contexto, vale lembrar que quando o emocional não está bem, pode haver um comprometimento da saúde geral e também bucal. 

Uma das maiores dificuldades em tratar o paciente com alterações em sua saúde mental, inclusive no consultório odontológico, é o próprio quadro no qual ele se encontra, pois em muitos casos a condição impede que o mesmo tenha ciência que está colocando a saúde bucal em risco.  

O Cirurgião-Dentista, especialista em Periodontia, Homeopatia e presidente da Câmara Técnica de Acupuntura do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, Dr. Helio Sampaio Filho, explica que o medo e ansiedade são manifestações inerentes ao atendimento odontológico diário e que o mesmo foi exacerbado devido ao momento que atravessamos nos dois últimos anos. 

“Inúmeros trabalhos têm demonstrado uma relação direta entre a saúde mental (equilíbrio emocional) e a saúde bucal, uma vez que a boca, ou melhor ainda, o sistema estomatognático, formado pela maxila, mandíbula, arcadas dentárias, assim como os tecidos moles, com posto por glândulas salivares, pela articulação temporomandibular (ATM), pelos músculos e pelo suprimento nervoso e vascular, também está sujeito às inúmeras alterações relacionadas ao estado emocional do indivíduo”.   

Dr. Helio destaca que o indivíduo com qualquer desequilíbrio emocional (tristeza, depressão, estresse, compulsão alimentar – que pode aumentar o consumo de doces por exemplo – alcoolismo e outros) acaba comprometendo seus cuidados com a higiene bucal e, com isso, aumenta a probabilidade de aparecimento de cárie e doença periodontal (gengivite e periodontite), que por sua vez acaba levando à perda dos dentes. 

Além de lesões na mucosa oral como aftas, lesões brancas e até mesmo câncer, o especialista acrescenta que alguns distúrbios ligados à tensão, ansiedade, ao medo e estresse causam também apertamento dental e/ou bruxismo e lesões na articulação temporomandibular (ATM), dores na musculatura da face e de toda musculatura circunvizinha. 

Para o Cirurgião-Dentista, a ideia principal deve ser sempre a visão de um tratamento multidisciplinar e transdisciplinar, com a participação e interação dos profissionais da Odontologia e de outros segmentos. “Nos casos em que haja, por exemplo, queixa relacionada à DTM ou periodontite deve-se encaminhar o paciente para as respectivas especialidades. No centro dessa interação deve estar sempre o paciente que sofre e perde a motivação para os cuidados básicos de higiene bucal”.  

Abordagem

Segundo Dr. Helio, a abordagem ao paciente que está frente a um distúrbio emocional e que apresenta problemas relacionados à boca deve ser, antes de tudo, de acolhimento. 

Descobrir quais as expectativas do paciente em relação às suas queixas e seu tratamento, verificar se há preocupações com relação à estética, em relação à função mastigatória, se há dor ou incomodo é de suma importância, de acordo com o especialista. “É importante ouvir e avaliar essas questões. O paciente com saúde mental prejudicada quer e necessita ser ouvido, precisa de atenção, de cuidado e de ética por parte do profissional que deve ter uma visão ampla e sistêmica sobre aquele que o procura em busca de conforto”. 

Prevenção e tratamento

Em termos de prevenção relacionadas à parte emocional na Odontologia, Dr. Helio informa que a questão de saúde bucal obedece àquelas orientações e cuidados feitos de maneira comum: orientação de higienização, consultas frequentes ao consultório do Cirurgião-Dentista, remoção de placa bacteriana (biofilme dental), entre outras medidas.   

A prevenção em termos de saúde mental, segundo ele, envolve escuta e acolhimento. 

Quanto aos tratamentos relacionados, o Cirurgião- Dentista Dr. Helio destaca a homeopatia e a acupuntura, especialidades já reconhecidas na área da Odontologia como possíveis e importantes suportes. “A homeopatia trabalha de uma forma diferente em relação à prescrição e farmacotécnica. É feito primeiro uma abordagem homeopática, na qual é necessário ouvir atentamente o doente para se chegar ao remédio homeopático dentro dos preceitos da homeopatia, uma vez que ele é formulado de modo personalizado para atender à queixa do paciente”. 

No caso da acupuntura, especialmente auricular, Dr. Helio destaca que ela é um importante instrumento no tratamento auxiliar de condições como  ansiedade, medo e estresse.  

Contudo, mesmo diante desses tratamentos, o especialista reforça que a abordagem por parte de profissionais de áreas como da psicologia e psiquiatria, em alguns casos, não deve ser descartada ou dispensada, bem como o uso de medicações recomendadas.   

O Dr. Helio finaliza citando a frase do colega, Dr. Alvaro Badra (in memorian). “Exercer clínica, não constitui apenas prescrever medicamentos. É preciso ver o doente atrás da doença, é preciso considera-lo como um ser humano social, que vive, que ama, que luta e que sofre. É preciso saber como viveu e como vive. Devemos valorizar a vida emocional que tanta importância tem para a saúde, devemos encontrar tecnismo e humanismo”.   

Importante

Se você acha que está tendo problemas relacionados à sua saúde mental ou conhece alguém que está passando por alguma dificuldade, procure ajuda: 

• No site da campanha Setembro Amarelo você encontra uma lista com psiquiatras ligados à Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM).

• Disque 188 – O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias. 

Achou interessante esta notícia? Compartilhe!
Facebook
WhatsApp
Email
Telegram
CROSP
Enviar para o WhatsApp

Imprensa

Contatos:

Telefones:
(11) 3549-5550 / (11) 99693-6834