Notícias

Acesse o conteúdo disponível da área de Notícias:

Últimas Notícias

Demandas da Odontologia são apresentadas em reunião da Catec da ANS

Representantes de entidades da área da saúde estiveram
reunidos com a Câmara Técnica de Contratualização e Relacionamento com
Prestadores (Catec), da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), para
discutir problemas relacionados com as operadoras de planos de saúde. O
encontro aconteceu no Rio de Janeiro, em 20.12.

As demandas da Odontologia foram apresentadas na ocasião aos
membros da Diretoria de Desenvolvimento Setorial (DIDES), Rodrigo Rodrigues
Aguiar, Daniel Meirelles e Paulo Rebello. Entre os principais pontos de
conflito com as operadoras estão: falta de pagamento de consultas aos
prestadores de serviço; junção de diversos itens em um mesmo pacote de serviços
com cobrança de apenas um procedimento; implementação da planilha de
Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Odontológicos (CBHPO),
que é o estudo de custos oficial de remuneração do cirurgião-dentista; glosas
excessivas.

De acordo com a cirurgiã-dentista, Patrícia Veríssimo, que
representa a Associação Brasileira de Cirurgiões-Dentistas (ABCD) na ANS,
preside a Comissão Estadual de Convênios e Credenciamento e integra o Grupo de
Trabalho Estadual Misto de Saúde Suplementar, não há, na atualidade, uma base
para a tabela aplicada pelos planos.

Ela também diz que as operadoras devem entender o custo real
de uma clínica odontológica. “É como se fosse um mini hospital, já que temos
muitas demandas e o valor pago hoje pelo plano não cobre os custos”.

Durante a reunião, os diretores da DIDES se surpreenderam com
algumas das solicitações e se prontificaram a analisá-las.

Documentado

Um documento com 14 pontos de discordância em relação às
operadoras foi protocolado na ANS. As demandas surgiram de relatos de
cirurgiões-dentistas de todo o Brasil, representados pelo grupo de liderança
nacional (formado por grupos que captam as dificuldades apresentadas pelos
profissionais de cada região do país).

Além dos diretores da DIDES, os profissionais da Odontologia
também têm contado com o apoio do procurador da República, Dr. Hilton Araújo de
Melo. “Ele se colocou à disposição para rever e avaliar os processos para que
possamos sair da situação que nos encontramos hoje”, diz a cirurgiã-dentista.

O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP),
atento aos questionamentos e problemas enfrentados pelos cirurgiões-dentistas
em relação aos planos odontológicos, está acompanhando os encontros com os
órgãos competentes que devem solucionar os impasses com futuras mesas de
negociações.

Achou interessante esta notícia? Compartilhe!
Facebook
WhatsApp
Email
Telegram
CROSP
Enviar para o WhatsApp

Imprensa

Contatos:

Telefones:
(11) 3549-5550 / (11) 99693-6834