FISCALIZAÇÃO

Fiscalização

Acesse o conteúdo disponível da área de Fiscalização:

Finalidade

O setor de Fiscalização do CROSP tem como principal objetivo atuar na supervisão do exercício regular e ético da Odontologia em todos os âmbitos (público ou privado) e na execução e averiguação preliminar de comunicações sobre eventuais infrações éticas praticadas pelos profissionais e por pessoas jurídicas da Odontologia inscritas na Autarquia.  
 
Entre as condutas adotadas pela Fiscalização do CROSP junto aos cirurgiões-dentistas, técnicos e auxiliares em saúde bucal e técnicos e auxiliares em prótese dentária, destacamos: 
– inspeções periódicas nos estabelecimentos odontológicos (clínicas, consultórios, laboratórios, radiologias, etc.);

– desenvolvimento de trabalhos em conjunto com outros órgãos públicos – como os de Vigilância Sanitária dos serviços de Saúde e autoridades policiais;

– averiguações iniciais relacionadas às publicidades odontológicas irregulares realizadas em internet, mídias sociais ou outros canais de comunicação. 

A equipe de Fiscalização do CROSP é constituída por 53 colaboradores, entre fiscais, coordenações regionais e diretoria, responsáveis pelo exercício das atividades em todo o estado de São Paulo.

Pandemia - COVID-19

Em razão da instituição de medidas com a finalidade de proteção e combate à Covid-19, face à pandemia determinada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e, em respeito aos decretos emitidos pelo governo do Estado, as atividades do Conselho estão temporariamente alteradas. Os atendimentos presenciais são feitos entre 9h e 15h com agendamento prévio, via CROSP Atende. 

 
Neste momento, no qual as medidas emergenciais ainda se fazem necessárias, é recomendável que os atendimentos sejam feitos remotamente via correio eletrônico. Clique aqui para saber a seccional mais próxima de sua cidade/bairro e entre em contato por e-mail. Em caso de dúvidas, envie uma mensagem para o Fale Conosco, selecionando o setor indicado.  
 
O setor de Fiscalização está temporariamente em regime de teletrabalho. As condutas necessárias aos casos de eventuais infrações éticas (envio de notificações e/ou ofícios), ocorrem mediante contato dos fiscais com os inscritos por e-mail ou endereços físicos cadastrados junto ao Conselho.
 
Atenção: os fiscais, o setor de Fiscalização e o Conselho em nenhuma hipótese solicitam a confirmação de código de WhatsApp dos profissionais registrados, ou quaisquer outros códigos de segurança. Fique atento e proteja-se! Ao notar qualquer situação suspeita utilizando o nome do CROSP, desconfie e denuncie no Fale Conosco.